Artigos

Ações do Twitter caem após ataque contra perfis verificados


1 de 2 Elon Musk,, dono da Tesla, foi uma das vítimas de hackers no Twitter — Foto: Joe Skipper/Reuters/Arquivo Elon Musk,, dono da Tesla, foi uma das vítimas de hackers no Twitter — Foto: Joe Skipper/Reuters/Arquivo
As ações do Twitter chegaram a recuar mais de 4% nesta quinta-feira (16), um dia depois de hackers terem obtido acesso a sistemas internos da plataforma para sequestrar contas de usuários verificados, incluindo políticos, bilionários, celebridades e companhias.
O ataque conseguiu acesso às contas do candidato à presidência dos Estados Unidos Joe Biden, da celebridade Kim Kardashian, do ex-presidente norte-americano Barack Obama, do bilionário Elon Musk, entre outras.
O ataque "certamente não ajuda", disse Joe Wittine, analista da Edgewater Research. O incidente representa mais um "risco à reputação", do que um "risco material de curto prazo às receitas com publicidade".
ALTIERES ROHR: Twitter ja foi alvo de outros golpes semelhantes
O Twitter informou que hackers tiveram como alvo funcionários com acesso a seus sistemas internos e que "usaram este acesso para tomar controle de muitas contas altamente acompanhadas (incluindo as verificadas)".
Como medida extraordinária, o Twitter temporariamente suspendeu a atividade de muitas contas verificadas enquanto investiga a falha na segurança.
Dados públicos de blockchain mostram que os hackers receberam mais de US$ 100 mil em criptomoedas como resultado do ataque.
Por volta de 12h30 (horário de Brasília), as ações do Twitter exibiam recuo de cerca de 1%.
2 de 2 Mensagem fraudulenta surgiu no perfil de Kim Kardashian — Foto: Reprodução/Twitter Mensagem fraudulenta surgiu no perfil de Kim Kardashian — Foto: Reprodução/Twitter

Fonte: G1


« Voltar
WhatsApp