Artigos

Amazon suspende recebimento de produtos não essenciais para dar espaço a suprimentos


A Amazon vai suspender o recebimento de produtos não essenciais de vendedores em seus depósitos nos Estados Unidos e no Reino Unido até 5 de abril, a fim de liberar espaço no estoque para os suprimentos que estão em falta devido à pandemia de coronavírus.
Foram definidas cinco categorias como itens essenciais que podem continuar sendo enviados, incluindo produtos para bebês, saúde e uso doméstico, beleza e cuidados pessoais, mercearia, itens industriais e científicos, e artigos para animais de estimação.
Coronavírus: perguntas e respostas em VÍDEO
A gigante do comércio online disse que está vendo uma crescente demanda de compras. Como os itens básicos e suprimentos médicos estão ficando sem estoque, a empresa priorizará determinadas categorias para "receber, reabastecer e enviar rapidamente esses produtos aos clientes".
A medida segue o anúncio feito na última segunda-feira (16), sobre contratação de 100 mil funcionários para seus armazéns.
Os vendedores terceirizados representam mais da metade das vendas na Amazon. A Amazon está incentivando que eles usem seu próprio sistema de atendimento, permitindo que muitos tenham uma entrega mais rápida, sem os riscos de ficarem com estoques.
Os vendedores que fornecem produtos que são considerados não essenciais podem ficar sem opção de estoque. Ainda assim, eles podem usar outros métodos de atendimento para enviar produtos diretamente aos clientes.

CORONAVÍRUS
Últimas notícias sobre coronavírus

VÍDEOS: Coronavírus: perguntas e respostas

GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e letalidade

Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus

Quanto tempo o novo coronavírus vive em uma superfície ou no ar?

Máscaras servem para proteção contra o novo coronavírus?

Como se prevenir do coronavírus?

Fonte: G1


« Voltar
WhatsApp