Artigos

Polícia de Nova York prende assistente acusado de matar e esquartejar empresário


1 de 1 Fahim Saleh em imagem feita em Lagos, em março de 2019 — Foto: Temilade Adelaja/File Photo/Reuters Fahim Saleh em imagem feita em Lagos, em março de 2019 — Foto: Temilade Adelaja/File Photo/Reuters
Um suspeito de 21 anos foi preso em Nova York, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira (17) pela suspeita de matar e esquartejar um empresário no começo da semana.
O empresário Fahim Saleh do setor de tecnologia foi encontrado morto e desmembrado em um condomínio de luxo em Nova York no começo desta semana. Ele foi assassinado a facadas no pescoço e no torso, segundo os legistas.
Fahim Saleh, de 33 anos, fundou um aplicativo para chamar motos chamado Gokada.
O corpo foi encontrado na terça-feira.
A mídia local afirmou que ele foi decapitado e desmembrado, e as partes foram coladas em sacos de lixo.
Perto do apartamento, foram encontrados uma serra elétrica e produtos de limpeza lá perto.
Imagens de câmeras de segurança mostram Saleh no elevador do prédio com um homem de roupas escuras, máscara e luvas. O suspeito segue Saleh até o sétimo andar, e os dois lutam.
De acordo com o "New York Times", o suspeito é o assistente de Saleh, de 21 anos.
Um porta-voz da polícia de Nova York negou que tenha havido uma prisão.
Saleh, a vítima, nasceu na Arábia Saudita. Ele é filho de pais de Bangladesh, e cresceu em Nova York. Em 2015, ele criou uma empresa de entregas Pahao. Em 2018, a Gokada, que era muito usada na Nigéria até fevereiro --nesse mês, foi proibido mototaxi no país.

Fonte: G1


« Voltar
WhatsApp